quarta-feira, 16 de abril de 2014

Planejamento Pedagógico



Oficina de Rádio




Encontro de Gestores da 12ª CREDE




PROFESSORES DAS CIÊNCIAS HUMANAS INICIAM ESTUDO DO PPP NO COLETIVO



Com objetivo de aprimorar seus conhecimentos sobre a política pedagógica da escola, os professores da área das ciências humanas do Liceu de Quixeramobim iniciaram no dia 09 de abril (quarta-feira) durante o encontro coletivo, estudo sobre o PPP (projeto político pedagógico). Importante documento que norteia as linhas de ações da escola.
Antes de iniciar o estudo, o PCA Neto Camorim, durante a acolhida apresentou o vídeo motivacional “O valor de ser educador”. Após exibição, foi realizada uma breve discussão, onde os professores refletiram sobre a importância de ser educador.
Após esse momento de acolhida foi dado início o estudo do PPP com a apresentação do vídeo “O projeto político pedagógico” do professor Vasco Moretto, onde o mesmo apresenta os principais aspectos que devem constar no PPP de qualquer escola.
Segundo Vasco Moretto a primeira pergunta que a escola deve fazer é. Que tipos de cidadãos querem ajudar a formar? A partir daí ela deve começar a construir o seu projeto pedagógico ouvindo todos os seguimentos envolvidos no processo de ensino aprendizagem.
O primeiro ponto do PPP que deve ser elaborado é a missão e a visão de escola. Segundo Vasco Moretto, esses princípios precisam ser bem definidos e vivenciados na escola para não se transformarem em meras “frases bonitas”, que sempre aparecem nos PPPs, mas não são verdadeiramente trabalhadas no dia a dia da escola. Na maioria das vezes nem os gestores, professores e a comunidade escolar não conhecem ou não tem clareza da missão e visão da escola. Isso é grave quando estamos falando de uma política pedagógica escolar.
O segundo elemento a ser explicitado no PPP são os fundamentos. Eles se dividem em três: os fundamentos éticos-políticos, os epistemológicos e o projeto didático-pedagógico.
Em relação ao primeiro fundamento, o professor Vasco destaca que a escola tem que escolher valores, contribuindo na construção de argumentos sólidos para seus professores e alunos, e de respeito a si mesmo e aos outros.
Já os fundamentos epistemológicos é preciso ter clareza que a escola trabalha com o conhecimento e deve fornecer informações. Não como reprodução, mas como interpretação de mundo. A visão epistemológica determina o que é conhecimento, buscando significados para o aluno integrando o seu mundo a realidade escolar.
    O terceiro aspecto diz respeito ao projeto didático-pedagógico. Ele deve ser a integração, o mediador e provocador na relação professor x aluno x conhecimento. Para isso o professor deve ter clareza dos projetos setoriais, pois cada etapa deve ser trabalhada no projeto pedagógico. Ele deve está inserido no projeto das disciplinas.
Portanto, o projeto setorial deve ajudar o professor a compreender o PPP, com a participação de todos os segmentos de escola. Sabendo que o projeto político pedagógico é algo inacabado e processual e possível a mudanças, tendo como foco a melhoria da qualidade da educação ofertada na escola.
A partir do que foi apresentado no vídeo, foi sugerido aos professores que ao estudar o PPP da escola pudessem observar em que momentos as questões discutidas no vídeo estão presentes no projeto pedagógico da escola, para depois fazerem reflexões sobre o que tem de semelhante ou diferente da proposta do vídeo com o PPP do Liceu de Quixeramobim.
    Importante ressalvar que nesse primeiro encontro foi estudado a justificativa, o diagnóstico e parte do referencial teórico (sociedade e cultura, conhecimento e educação). Cada tópico parte estudada foi um momento de debate sobre de que maneira o PPP tem sido vivenciado na escola por todos os seus agentes envolvidos. E já foi observado pelos professores que temos que nos aprofundar mais do seu estudo para transformá-lo de fato num documento que tenha significado na escola.
Até o próximo encontro!
Neto Camorim- PCA- Ciências Humanas do Liceu de Quixeramobim

terça-feira, 8 de abril de 2014

PROJETO O MUNDO É MATEMÁTICO


O professor Samuel, PCA de Matemática, Ciências da Natureza e suas Tecnologias se reuniu, nesta terça, com seus alunos, no laboratório de ensino de informática, LEI 03, para mais uma aula, onde mostrou a importância da matemática pelo mundo, entre outros assuntos adjacentes ao tema.



segunda-feira, 7 de abril de 2014

ÀREA DAS CIÊNCIAS HUMANAS REALIZA OFICINA DE ELABORAÇÃO DE ITENS DO ENEM





No dia 02 de abril o coletivo dos professores das Ciências Humanas realizou oficina de elaboração de itens para o Enem. O objetivo desse estudo é oferecer aos professores mais subsídios para que eles possam ter mais competência de trabalhar com o tema.
Antes de dar iniciar a oficina, durante a acolhida foi realizado a leitura do poema “Pra sempre”, de Sérgio Vaz. Em seguida aconteceu uma reflexão dos professores sobre o referido poema.
A oficina de elaboração de itens, coordenada pela professora de Sociologia e Filosofia, Mônica Fontenele, além de explicar como se elabora as questões de Enem, foi mostrado exemplos aos professores sobre o que é o suporte e comando. Suporte é à base da questão, a informação. Aquilo que chamamos de enunciado. O comando é onde se encontra a pergunta, o direcionamento principal para o aluno escolher a opção correta.
Para a professora Whyanne essa oficina foi de suma importância para aprimorar o conhecimento sobre elaboração de itens. Muitas vezes nos encontros pedagógicos falamos sobre o assunto, temos contato com exemplos, etc. Mas agora durante a oficina, onde as questões são explicadas passo a passo e com mais tempo, fica bem melhor. Destacou.
No segundo momento do encontro foi estudado o texto, “conhecimento à venda”? Autoria de Renato Nunes Bittencourt, publicado da revista de filosofia “Ciência e Vida”.
O referido texto faz uma reflexão sobre o conhecimento, destacando que o saber é uma atribuição adquirida pelo estudo e impossível de ser comprado. Mas, com os poderes instituídos do capitalismo, aliado as instituições meramente mercadológicas, a sociedade reproduz a “ilusão do saber”. Algo corroborado pela crise da família. Assim sintetiza o autor.
Foi um momento de reflexão muito rico durante o estudo desta semana. Esse texto permite aos professores repensarmos como o conhecimento está sendo construído, e qual a nossa colaboração ou não para esse saber enquanto mercadoria que está sendo disseminado cada vez mais em nossa sociedade, levando muitos ao mero consumo e alienação. Portanto é um texto que indico a todos que atua na área da educação para analisarmos o que estamos fazendo e em que contexto está inserido de maneira crítica a nossa ação enquanto difusores do conhecimento. Ressaltou o coordenador das ciências humanas, professor Neto Camorim.
Neto Camorim- PCA da área de Ciência Humanas do Liceu de Quixeramobim
netocamorim@gmail.com

quarta-feira, 2 de abril de 2014

PROJETOS DO LICEU DE QUIXERAMOBIM SÃO NOTÍCIAS NA IMPRENSA

 
http://quixeramobimagora.blogspot.com.br/2014/04/liceu-de-quixeramobim-realiza-oficina.html
 
Projetos do Liceu de Quixeramobim, desenvolvidos em parceria com o Ministério da Educação e a Secretaria de Educação do Ceará, através do PROEMI/JF, alcançam a comunidade local, através de notícias veiculadas nos noticiários locais. É um reconhecimento do trabalho desenvolvido pela escola com vistas à melhoria da educação pública.

terça-feira, 1 de abril de 2014

COLETIVO DAS CIÊNCIAS HUMANAS REALIZA OFICINA SOBRE A MATRIZ DE REFERÊNCIA DO ENEM




Aconteceu no dia 26 de março no Laboratório de Informática do Liceu de Quixeramobim, durante o coletivo das Ciências Humanas, oficina sobre a matriz de referência do ENEM, com ênfase nos eixos cognitivos.
Inicialmente na acolhida o PCA, Neto Camorim, distribuiu com os professores um texto para reflexão no grupo como o título, “Alunos desmotivados”, do Sociólogo e professor da UFC, André Haguete. Durante a leitura do texto, os professores refletiram o que tem levado a maioria dos alunos da escola pública continuar desmotivados, mesmo diante de maiores incentivos no contexto atual em busca de resultados? Durante o debate os professores destacaram que o contexto sócio econômico da maioria dos alunos interfere sem dúvida, na sua vida escolar. Sua realidade difícil e violenta no qual tem aumentado em qualquer local, tem contribuído lamentavelmente para essa situação. A escola sozinha não vai dar conta dessa complexidade.
Em seguida foram repassados Slides aos professores algumas informações complementares sobre PROUNI e SISU, para que eles tenham mais conhecimentos sobre tais assuntos para informarem aos alunos, motivando-os para fazerem o ENEM.
Depois foi realizada a oficina sobre a matriz de referência do ENEM e seus eixos cognitivos, onde foram explicados como trabalhar as mesmas na elaboração do planejamento de suas aulas e mostrando como eles aparecem nos conteúdos trabalhados durante o ano letivo, e que são comuns a todas as áreas do conhecimento. Vejamos:
EIXOS COGNITIVOS

I. Dominar linguagens (DL): dominar a norma culta da Língua Portuguesa e fazer
uso das linguagens matemática, artística e científica e das línguas espanhola e
inglesa.
II. Compreender fenômenos (CF): construir e aplicar conceitos das várias áreas do conhecimento para a compreensão de fenômenos naturais, de processos
histórico-geográficos, da produção tecnológica e das manifestações artísticas.
III. Enfrentar situações-problema (SP): selecionar, organizar, relacionar, interpretar dados e informações representados de diferentes formas, para tomar decisões e enfrentar situações-problema.
IV. Construir argumentação (CA): relacionar informações, representadas em
diferentes formas, e conhecimentos disponíveis em situações concretas, para
construir argumentação consistente.
V. Elaborar propostas (EP): recorrer aos conhecimentos desenvolvidos na escola
para elaboração de propostas de intervenção solidária na realidade, respeitando
os valores humanos e considerando a diversidade sociocultural.
Na opinião dos professores essa oficina foi muito importante para a formação nesse tema. Apesar de que nos encontros pedagógicos sempre se falar em ENEM, muitos ainda têm dúvidas e dificuldades de compreenderem a matriz de referência, bem como o que é competências e habilidades e os eixos cognitivos. Portanto, consideramos esse momento valioso para a melhoria de nossa prática pedagógica.

Neto Camorim- PCA das Ciências Humanas- Liceu de Quixeramobim
netocamorim@gmail.com

segunda-feira, 31 de março de 2014

ESPORTE: APRENDER E VIVER 2014












As atividades do Projeto Esporte: Aprender e Viver, criado em parceria com o Programa Ensino Médio Inovador/Jovem de Futuro, tiveram início, com um campeonato esportivo de futebol de salão, no dia 29 de Março de 2014. Estiveram reunidos, para o evento, professores, gestores e alunos, sendo que estes se organizam em 15 times, tendo a presença das extensões rurais de Belém, Nenelândia e Berilândia.
Ao todo, duas seletivas ocorrerão e uma partida final, a acontecer no dia 07 de Junho de 2014, quando toda a escola estará reunida no SUPERAÇÃO 2014, cujo tema, esse ano, será ESPORTE E CULTURA.

sexta-feira, 28 de março de 2014

DE OLHO NO ENEM, LICEU REALIZA SEU PRIMEIRO SIMULADO




Os alunos dos 3ºs anos do Liceu de Quixeramobim realizam, nos dias 26 a 28 de Março de 2014, seu primeiro simulado para o ENEM. As avaliações seguem o modelo do Exame Nacional do Ensino Médio, em que as disciplinas são agrupadas em áreas de conhecimento. A iniciativa visa preparar os alunos, desde cedo, para essa importante etapa de sua vida escolar.